Foto: Reprodução

O presidente estadual do Democratas, Fábio Garcia, minimizou os resultados de algumas pesquisas eleitorais realizadas neste início de campanha. Segundo ele, que também é coordenador da campanha do radialista Roberto França (PATRI) à prefeitura de Cuiabá, “se a gente fosse se valer de pesquisa antecipada de Ibope, de Vox Popoli, ou de Datafolha, de qualquer outra pesquisa, Bolsonaro não era hoje presidente da República”, e o que vale são os votos na urna no próximo dia 15 de novembro. Ele também não poupou críticas ao atual prefeito e candidato à reeleição Emanuel Pinheiro (MDB)

“As pessoas estão cansadas desse jogo velho da política, que candidato fica falando de pesquisa o tempo todo, pensando que a pesquisa vai levar o cidadão a votar no candidato A, B ou C. As pessoas hoje são independentes, votam em quem elas quiserem, independente de pesquisa. É por isso que Bolsonaro é presidente da República, porque as pessoas desconsideraram a pesquisa que a velha política fazia e colocaram o Bolsonaro lá”, disparou o democrata.

Fábio quase foi o candidato do grupo à Prefeitura, antes de o Democratas decidir recuar e apoiar França. Na época, ele alegou problemas familiares e, nos bastidores, a justificativa seria um pedido do governador Mauro Mendes (DEM). Agora, Garcia entrou ‘de cabeça’ na campanha de França, que já foi prefeito da capital nos anos 90.

“Então o que vale é a pesquisa do dia 15 de novembro, o que vale é a qualidade do candidato, e nós temos um candidato que é honesto e está disposto a tirar do poder esse prefeito corrupto que está envergonhando Cuiabá”, disparou o coordenador.

Nas últimas cinco pesquisas do Olhar Dados, o atual prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), candidato à reeleição, apareceu na dianteira, com significativa vantagem em relação aos oponentes. Para Garcia, ainda é cedo para tirar conclusões.

“Tem várias pesquisas sendo divulgadas, nós temos a nossa, eu acho que ainda é muito cedo pra falar de pesquisa, o que a gente precisa fazer é trabalhar. Apresentar todo o trabalho do Roberto e apresentar a vida do Roberto, que é uma vida honesta, uma pessoa que sempre respeitou o cuiabano e, principalmente, sempre respeitou o dinheiro público, e é isso que nós vamos apresentar”, afirmou.


FONTE: OLHAR DIRETO