Governo de MT já investiu R$ 46,3 mi no combate à pandemia; União repassou R$ 21 mi

Recurso está sendo utilizado para insumos, EPIs, equipamentos e ampliação de leitos.

Jardim Interno Palácio Paiaguas - Foto por: Marcos Vergueiro/Secom-MT
Novas calçadas
Foto por: gcom

O Governo de Mato Grosso recebeu, até o momento, repasse do Governo Federal na ordem de R$ 21 milhões, para custear o combate à pandemia do coronavírus em todo o Estado. E já investiu em recursos da própria arrecadação o montante de R$ 25,3 milhões, totalizando R$ 46,3 milhões.

O recurso é utilizado na compra de insumos, equipamentos, contratação de serviços médicos e de leitos de UTI e na construção de 200 leitos no Hospital Metropolitano de Várzea Grande. Entre os insumos comprados estão máscaras, capotes, macacões e óculos de proteção para as equipes médicas. O governo também investiu na compra de testes de coronavírus e em equipamentos para as unidades hospitalares estaduais.

“Estamos trabalhando para garantir o atendimento a todos os mato-grossenses. O Estado está fazendo a sua parte e se todos cumprirem com as responsabilidades, de acordo com a sua competência, nenhum cidadão ficará sem receber atendimento”, destacou o governador.

Mauro Mendes ressaltou que além da construção de 200 leitos no Hospital Metropolitano de Várzea Grande, que será destinado exclusivamente para os pacientes com Covid-19, está equipando os hospitais regionais e contratando leitos de UTI em cidades onde não há unidade hospitalar do Estado, como é o caso da região do Araguaia.

“O Governo começou a atuar antes mesmo de termos sido notificados sobre o primeiro caso de Coronavírus. Temos uma equipe dedicada a encontrar soluções que atendam a nossa população e estamos mostrando na prática onde cada centavo está sendo gasto, no nosso Portal Transparência”, explicou.

Casos de Covid

De acordo com o último Boletim Epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde, foram confirmados 151 casos. São 6 pacientes hospitalizados em leitos de UTI e destes, dois estão em leitos públicos.

Fonte: Gov de Mato Grosso