Foto: Polícia Civil de Mato Grosso

Cinco mandados de prisão preventiva e um mandado de internação provisória foram cumpridos pela Polícia Civil do município de Aripuanã, a 1.002 km de Cuiabá, na manhã desta quarta-feira (27). As prisões ocorreram após a morte de Márcio José Silva, de 46 anos, nessa segunda-feira (25).

As principais envolvidas investigadas são da mesma família. Dos outros três suspeitos, um deles é um menor de idade, que foi contratado para agir na ação criminosa.

De acordo com a Polícia Civil, Márcio foi morto pela mulher com a ajuda da cunhada dele e de um adolescente.

Os três envolvidos foram conduzidos para a Delegacia de Aripuanã. Eles informaram que o crime havia sido planejado pela mulher de Márcio, pois, segundo a suspeita, Márcio a agrediu, cometia traições e também havia tentado abusar sexualmente da irmã dela quando a garota tinha 11 anos.

As ordens judiciais foram decretadas pela Justiça da Comarca local, após investigação da Delegacia de Polícia de Aripuanã.

Todos respondem o inquérito policial instaurado pelos crimes e ato infracional, respectivamente, por homicídio doloso, porte ilegal de arma de fogo de uso permitido, associação criminosa, corrupção de menores, sequestro, cárcere privado e furto.

Sequestro e morte

O crime ocorreu na madrugada do dia 13 de janeiro deste ano, em uma propriedade rural de Aripuanã, quando as vítimas, Márcio José Silva, de 46 anos, e o filho dele, de 23 anos, foram rendidas pelos criminosos.

A Polícia Militar realizava rondas, quando o jovem de 23 anos procurou a guarnição e informou que dois homens armados em um carro o renderam, o amarraram e o obrigaram a levá-los até o pai.

Segundo o jovem, assim que os criminosos encontraram o seu pai, ele também teve as mãos e pés amarrados e ambos foram levados para uma estrada, a cerca de sete quilômetros da cidade.

De acordo com o relato do filho à polícia, o suspeito o deixou dentro do carro e levou o pai até as margens de um rio, quando então escutou barulho de disparos de arma de fogo. Logo após os suspeitos retornaram ao veículo, onde o rapaz estava amarrado, voltaram para a cidade e em seguida liberaram o rapaz, quando ele então procurou a Polícia Militar.

Imediatamente, os militares foram até o local indicado pela vítima e encontraram Marcio José caído com perfurações na região da cabeça e costas. A vítima foi socorrida ainda com vida e encaminhada ao Hospital Municipal de Aripuanã, onde permaneceu internada sob cuidados médicos. No entanto, Márcio não resistiu e foi a óbito nessa segunda-feira (25).

Prisões

Na ocasião dos acontecimentos, os militares conseguiram abordar o veículo utilizado no crime nas proximidades de um bar, porém os suspeitos, ao perceberem a viatura, fugiram do local, mas um deles acabou sendo preso em seguida.

Questionado sobre o crime, o homem apontou seu comparsa (um adolescente) e também indicou a residência onde estava a arma de fogo, a bateria e os pneus que haviam sido furtados por eles em outra situação criminosa.

No endereço indicado, a equipe prendeu outro rapaz, que alegou não ter envolvimento na tentativa de homicídio até então, e revelou onde era a casa do adolescente que havia escapado da polícia, que acabou sendo apreendido em uma residência.

Fonte: G1