Uma audiência pública sobre a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que apura o aumento na conta de energia foi realizada à luz de velas, nessa quinta-feira (31), em Porto Esperidião, a 358 km de Cuiabá. A cidade estava sem energia.

A Energisa informou, em nota, que ocorreu ventos fortes na região e causou danos de grande porte à rede elétrica que atende os municípios de Glória D’Oeste e Porto Esperidião. A região mais atingida foi de uma mata fachada entre Glória D’Oeste e Aparecida Bela. Segundo a empresa, árvores de grande porte caíram sobre a rede de energia e danificaram quatro postes.

“Atuamos imediatamente após o vendaval, contudo, houve dificuldade de acesso ao local por conta de árvores caídas e lama excessiva no caminho. A normalização do fornecimento prolongou a acontecer. A Energisa lamenta os transtornos”, diz trecho da nota.

A Energisa é o principal alvo das reclamações registradas no Procon. Dezenove dos 24 deputados assinaram o pedido para a criação da comissão.

O presidente da CPI, deputado Elizeu Nascimento (DC), contou ao G1 que a audiência estava marcada para o fim da tarde dessa quinta-feira. No entanto, ao chegar na cidade, não havia energia.

“Os moradores contaram que desde cedo estavam sem luz. A audiência não poderia ser cancelada. Tinha pessoas da zona rural que andaram quilômetros para discutir o assunto, então resolvemos comprar velas, pois estava muito escuro lá na Câmara Municipal. Além disso, foi uma forma de protestar sobre o descaso da empresa com os clientes”, explicou.

Na audiência, além do deputado, haviam moradores da cidade, representantes do Procon, vereadores, o vice-prefeito de Porto Esperidião e secretários do município.

Deputado Elizeu Nascimento (DC) é o presidente da CPI — Foto: Divulgação
Deputado Elizeu Nascimento (DC) é o presidente da CPI — Foto: Divulgação