Foto: Arquivo site Mídia News

Uma servidora municipal de Matupá (a 680 km de Cuiabá) registrou um boletim de ocorrência na Polícia Civil denunciando o prefeito Valter Miotto (MDB) por importunação sexual. Ela também procurou o Ministério Público Estadual.

Em depoimento, a jovem de 20 anos relatou que no dia 18 de novembro teria ido ao gabinete do prefeito para fazer a entrega de uma chave. Ao passar as chaves para ele, o prefeito se inclinou para abraçá-la, mas teria a agarrado a força e passado a mão em suas nádegas.

Conforme o depoimento, ela se esquivou do assédio e reclamou. Nesse momento, o prefeito teria pedido: “Só um pouquinho”, consta no documento. Ela exigiu respeito e disse que tudo tem limites.

Ao ver que a servidora não havia gostado da ação, ele teria dito que tentaria conversar melhor com ela após sua viagem ao Rio Grande do Sul.

Ela também relatou no boletim de ocorrência que esse não teria sido o primeiro assédio sofrido.

Na segunda-feira, dia 16 de novembro, após as eleições, ele teria dito a ela que seu candidato à Prefeitura só teria perdido o pleito porque ela não foi às ruas pedir votos.

Ainda conforme o boletim de ocorrência, Miotto também disse que ela poderia pedir votos junto com ele mesmo depois da votação, como um convite para saírem. A jovem negou e ele teria insistido, mas ela declinou novamente.

Em seu depoimento, a servidora relatou que pediu demissão de seu cargo e afirmou que prefere ficar desempregada do que ser desrespeitada.

Segundo a assessoria da Prefeitura de Matupá, Valter Miotto ainda está em viagem ao Rio Grande do Sul.

Miotto deixará o cargo no dia 1º de janeiro. Ele será substituído pelo prefeito eleito Fernando Zafonato (DEM).

Fonte: Mídia News