O presidente Jair Bolsonaro dá posse ao ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, às 10h30, no Palácio do Planalto

O presidente Jair Bolsonaro deu posse, hoje (4), ao ministro da Secretaria de Governo da Presidência da República, general Luiz Eduardo Ramos Baptista Oliveira, que a partir de agora assume a articulação política do governo com o Congresso Nacional.

O presidente Jair Bolsonaro dá posse ao ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, às 10h30, no Palácio do Planalto

Bolsonaro disse que Ramos chega em um momento importante, quando se discute a reforma da Previdência. “Ele entra em campo em um momento que interessa a todo do Brasil, a nova Previdência. Não temos Plano B, o plano é esse, o Plano A. Ele entra agora também buscando soluções para essa questão”, disse o presidente na cerimônia de posse do ministro.

Ao ser empossado, o ministro disse ao presidente Bolsonaro que sabe da “relevância dessa função para que possamos atingir os objetivos do seu governo”.

No discurso, o ministro Ramos disse que após receber o convite para assumir a pasta foi procurado por pessoas que disseram que ele teria uma missão “difícil” e “espinhosa”, mas respondeu que se tratava de um privilégio.

“Muita gente me procurou dizendo que eu estava recebendo uma missão muito difícil, espinhosa e que eu teria muita dificuldade. Respondi que estava tendo privilégio porque vou poder novamente trabalhar com a casa do povo, Congresso Nacional, seus deputados e senadores”, explicou.

Até junho, a atribuição pela articulação política com o Congresso Nacional era da Casa Civil. Uma medida provisória editada pelo presidente Bolsonaro passou esse trabalho para a a Secretaria de Governo.

O ministro recém-empossado assumiu o cargo deixado pelo também general Carlos Alberto dos Santos Cruz, no dia 13 de junho. Na ocasião, Santos Cruz divulgou uma carta à imprensa informando que deixou o cargo por decisão do presidente Jair Bolsonaro.

Fonte:Agencia Brasil