O ex-governador do Ceará Cid Gomes (PDT) foi atingido por um tiro ao tentar interferir em um protesto de policiais militares (PMs) amotinados em Sobral (CE), a 230 km de Fortaleza. Inicialmente, foi cogitado que o disparo teria sido de uma bala de borracha. A assessoria de imprensa do senador, porém, informou que a bala partiu de uma arma de fogo.

A assessoria de comunicação do político confirmou que ele foi levado ao Hospital do Coração da cidade e passa por uma cirurgia. Em imagens publicadas na internet (imagem em destaque), é possível ver o senador com sangramento na cabeça e na região do peito, mas consciente.

Veja no vídeo abaixo o momento em que o senador dirige uma retroescavadeira e tenta forçar a entrada em um quartel onde PMs estão amotinados desde terça-feira (18). Quando a cerca é derrubada, os policiais respondem com disparos. Os tiros destroçam as vidraças do veículo e Gomes fica ferido.

Os protestos contra uma proposta de reestruturação salarial estão causando grandes transtornos à segurança pública no Ceará. Desde a terça-feira (18), policiais militares encapuzados investem contra quartéis e viaturas da corporação.

Diante da crise, o governador cearense, Camilo Santana (PT), pediu a ajuda de tropas federais. O ministério da Justiça informou que “está acompanhando a situação no Ceará e analisando as providências que podem ser tomadas”. Eles garantiram, porém, que equipes nacionais foram enviadas para garantir a segurança do senador.

“Já foram enviadas equipes da Polícia Rodoviária Federal e Polícia Federal para Sobral para garantir a segurança do Senador Cid Gomes”.

O irmão de Cid, ex-candidato à Presidência Ciro Gomes, disse que o irmão teria sido alvo de dois tiros. “Até aqui as informações médicas são de que as balas não atingiram órgãos vitais apesar de terem mirado seu peito esquerdo”. Veja:

Fonte: Metrópoles